O que aconteceu em 17 de fevereiro de 2013



Músicas e cânticos:

* Com a minha voz clamo ao senhor
* Esta paz que eu sinto em minh’alma

Reflexões bíblicas:

I Pedro 2: 4-10

4 À medida que se aproximam dele, a pedra viva - rejeitada pelos homens, mas escolhida por Deus e preciosa para ele -,
5 vocês também estão sendo utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual para serem sacerdócio santo, oferecendo sacrifícios espirituais aceitáveis a Deus, por meio de Jesus Cristo.
6 Pois assim é dito na Escritura: "Eis que ponho em Sião uma pedra angular, escolhida e preciosa, e aquele que nela confia jamais será envergonhado".
7 Portanto, para vocês, os que creem, esta pedra é preciosa; mas, para os que não creem, "a pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular"
8 e "pedra de tropeço e rocha que faz cair". Os que não creem tropeçam, porque desobedecem à mensagem; para o que também foram destinados.
9 Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
10 Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam.


Frases da semana:

# Destaque para pessoas falando sobre a nossa Comunidade

“Onde a pedra enjeitada pode ser acolhida” Lourdinha

# Sobre essa proposta que há da tal “teologia da prosperidade:

“A opção que a gente tem é uma teologia alternativa” Aletuza Leite

“A Igreja com essa teologia da prosperidade joga o evangelho no lixo” Loudinha

“Nessa Igreja não há lugar para nós” Lourdinha

“Quando uma pessoa é prospera, ela não precisa enfeitar-se de algo para aparecer” André.

“Uma proposta de subversão aos poderes estabelecidos” Marcos Monteiro.  

“Somos somente seres humanos, mas somos maravilhosamente seres humanos” Marcos Monteiro

Resumo:

A discussão deste domingo foi em torno de como a gente se posiciona em torno de absurdos como a teologia da prosperidade e o que apresentamos como solução, o Pr. Marcos Felipe dirigiu a palavra da noite falando das pastorais que temos como prioridade e destacou a pastoral dos moradores de rua e a pastoral dos homoafetivos, masculino e feminino. E falou: “A gente não quer uma Igreja com disputa de poder, a gente quer uma Igreja que o poder esteja com Deus.”
 
Presentes: Marcos, André, Gean, Cleise, Anisia, M.Felipe, Emerson, Lourdinha, Aletuza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário